O direito cosmpolita em Habermas

Fecha:
Diciembre de 2021
Autores:
Aylton Barbieri Durão, Anthony Nazário Amaral
Palabras Clave:
International Law; Cosmopolitan Law; War; Peace; Habermas
Resumen:

Habermas motivado pelos eventos ocorridos na década de 1990, como a dissolução da URSS, em 1991, a reunificação da Alemanha, em 1990, e por consequência o fim da guerra fria, fim do mundo polarizado e uma reorganização das relações internacionais, recupera a ideia kantiana de paz perpétua. Habermas propõe uma atualização do projeto kantiano, para que este se adeque à nova realidade socioeconômica mundial. Para tal, o filósofo se baseia em uma reformulação da ONU para que esta possa representar o núcleo de uma almejada situação cosmopolita. Porém, a teoria cosmopolita habermasiana encontra oposição por parte das críticas realistas, que têm nas ideias de Carl Schmitt seu principal representante, este argumenta que o cosmopolitismo levaria a uma moralização da política, gerando consequências desastrosas, como a guerra total.   

Texto:
Todos los derechos reservados. Ilustre Colexio da Avogacía de Ourense, 2022